Os grupos Ande Pela Vida Dois Vizinhos (AndeDV) e Santiago Brasil vão homenagear o radialista e pioneiro, Valdir Luiz Pagnoncelli, que faleceu na última quarta-feira (11) após 11 anos lutando contra o câncer, aos 74 anos.

Na 2ª Caminhada Santiago de Compostela em Dois Vizinhos, que acontece neste domingo, dia 15 de maio, foi demarcado um trajeto, que receberá o nome de Valdir Luiz Pagnoncelli, pelo apoio prestado aos caminhantes de incentivo e divulgação.

O evento será a partir das 6h15 com trajeto de 10 quilômetros e é aberto para toda a sociedade. A saída será na Avenida Dedi Barichello Montagner, 250 (em frente ao Edifício Pagnoncelli – sedes das Rádios Educadora e Vizi FM). No local, haverá a benção dos caminhantes. Em seguida, o trajeto passa pela Linha Tártari e segue até a comunidade de Boa Vista do Chopim. A duração aproximada é de 2h30 com dificuldade média/leve.

A expectativa é que a chegada aconteça por volta das 9h, onde será realizada uma cerimônia para benção do 1º trecho de Santiago de Compostela em Dois Vizinhos e colocação da placa. Em seguida, será servido café da manhã pela comunidade local (custo de R$ 10 por pessoa). O Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) está auxiliando os produtores rurais a montar o café e uma feira para comercialização de produtos.

Um ônibus será disponibilizado para o retorno dos caminhantes. Quem quiser participar pode se inscrever nesse link. Na primeira edição, 155 pessoas participaram do evento. Os próximos trajetos também serão batizados com nomes de incentivadores ou pioneiros como forma de homenageá-los.

HISTÓRICO

Valdir Luiz Pagnoncelli nasceu em 27 de janeiro de 1948, em Sananduva, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Aos 9 anos, mudou-se com a família para Dois Vizinhos, no Sudoeste do Paraná, onde reside até hoje.

Cursou a admissão e o ginásio no Seminário do Sagrado Coração de Jesus, em Ibicaré, Santa Catarina. Fez o curso clássico na Escola Apostólica de Pirassununga (SP). Morou em Curitiba por seis anos, formou-se em Letras na PUC-PR e em Ciências Econômicas na UFPR, com adaptação em Jornalismo. Foi professor na rede estadual de ensino por 15 anos.

Casou em 1975, com Marilda Orben, com quem teve 4 filhos: Giovani Giocondo, Giuliano Rafaelo (in memoriam) e as gêmeas Raquel Fernanda e Renata Francesca. Foi secretário da Prefeitura de Dois Vizinhos em três administrações. Fundou a Associação Comercial e Empresarial de Dois Vizinhos (Acedv) em 21 de abril de 1976, presidindo a entidade por sete anos.

Foi um dos fundadores e vice-diretor da Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu (Vizivali). Fundou a Rádio Educadora AM de Dois Vizinhos em 5 de agosto de 1977. Fundou a Rádio Vizinhança FM de Dois Vizinhos em 28 de novembro de 1991. Foi presidente da Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp) na gestão 2001/2003. Entrou para o Rotary Club de Dois Vizinhos em 1976. Foi governador do Distrito 4640 do Rotary International na gestão 1996/1997.

Em 1990, entrou para a organização internacional The Friendship Fource. Através dessa organização, visitou países de cinco continentes do planeta, num programa de intercâmbio cultural com o lema “Um mundo de amigos é um mundo de paz”. Separou-se de Marilda e, em outubro de 2003, iniciou relacionamento com Elizete Aparecida Parzianello.

Valdir já fez alguns ensaios como escritor. Publicou a Revista História dos 25 anos e a Revista dos 40 anos da Rádio Educadora AM de Dois Vizinhos. Escreveu o livro sobre a “História dos 40 anos da Paróquia Santo Antônio de Pádua”, de Dois Vizinhos. Publicou a obra “História de Dois Vizinhos”, em parceria com Jaime Guzzo e Ivan Lovizon e colaborou na edição de “Saiba mais sobre Radiodifusão”, que trata da organização comercial de uma emissora de rádio. Em 2019 Valdir ainda fez a publicação do livro “A Ilha, Vestígios e Histórias no Rio Santana”, com registros históricos da região. Em 2022 há o lançamento de outra obra marcada por histórias da chegada dos imigrantes italianos no Rio Grande do Sul e sua sequência de contribuições para os caminhos da migração interna nacional que levou o povo Talian desbravar e colonizar a região sudoeste do Paraná, em especial da cidade onde o autor reside, Dois Vizinhos. O Livro Pai e Filho, Nani & Diro é uma autobiografia com muitos fatos históricos de relevância nacional, estadual e regional, além de revelar detalhes impressionantes sobre a vida do autor.

Fonte: Portal Educadora

Últimas Notícias