blog-details
  • 12 Fev 2024

  • Foto: Portal Educadora

  • 2038

Uma solenidade na manhã desta sexta-feira, 9, marcou a inauguração da sede própria da Casa Cor Tintas, em Dois Vizinhos. O novo espaço, que fica na Rua Princesa Isabel, número 263 (na região da antiga sede da Camdul) é a realização do sonho dos proprietários Marcel e Luciane Favin. “Estávamos há 19 anos no mesmo local que, de certa forma, é improvisado. Iniciamos com cerca de 100 metros de loja, atualmente estamos com 250 além de um estoque de 50 metros. Temos um barracão que fica na nossa casa para armazenamento da linha pesada. Isso sempre deu bastante correria e hoje nossa maior tranquilidade é conseguir reunir tudo em apenas um lugar. Sonhávamos com 50 metros e agora chegamos a 810 metros. São três pavimentos e tudo pensado para ser uma loja de tintas. Vamos ter estoques específicos para cada linha, escritório e também temos um espaço do arquiteto, onde vamos demonstrar as cores, sem contar a exposição dos produtos que ficou muito boa”, resumiu Luciane Marchese Favin, sócia da empresa.

A Casa Cor comercializa, com exclusividade, toda a linha Coral, além da linha automotiva da Profissional e a linha pesada da Bellcolor – que oferece texturas, grafiato e revestimentos. A área de abrangência é toda a microrregião de Dois Vizinhos. “A gente acredita no potencial da nossa cidade que está crescendo e, por isso, fizemos esse investimento. Eu sou apaixonado por Dois Vizinhos. Foram 19 anos adaptados, sem carga e descarga, o estacionamento na frente da antiga sede não permitia caminhões e isso gerava dificuldades de trabalho. Agora temos um espaço específico e muito bem planejado para os nossos clientes. Projetamos tudo com muito carinho e com todo o conhecimento que adquirimos em todo esse tempo”, celebra Marcel.

História

O início no ramo das tintas foi por acaso. “Nós compramos a loja no dia 8 de abril de 2005. Ela era do Pedro Picolotto. Quando inauguramos, eu lembro que fiquei uma semana em meia em Cascavel, na loja de um amigo, para aprender um pouco sobre o ramo das tintas. Um ano e pouco depois, conseguimos a parceria com a Coral que foi marcante para nós. Sofremos bastante até conseguir uma empresa forte que acreditasse na gente porque a loja era pequena, não vendia quase nada, mas com a parceria as coisas começaram a acontecer”, lembra Marcel. Nos primeiros cinco anos, Luciane seguiu atuando como contadora. “Eu trabalhei por 20 anos na Servdata e vinha depois do expediente para ajudar e, depois que tivemos nossas duas filhas, acabamos optando em nos dedicar integralmente a nossa empresa já que o Marcel não tinha tanta afinidade com o financeiro”, explica.

Outra conquista celebrada foi a máquina de tintas. “Nós tínhamos noção de produtos prontos e isso foi mudando para a máquina automática que faz as composições das cores. Foi outro passo importante que conseguimos através da Coral, cerca de dois anos depois, um passo bem definitivo. Hoje, contamos ainda com um aparelho que identifica a cor que está na sua parede. Basta colocar ele na parede e ele aponta a cor que está ali com precisão muito boa. Eu lembro que, no começo, a gente guardava amostras de tintas em estojos de filmes fotográficos. Colocava uma etiqueta com o nome do cliente e um pouco da tinta para saber qual era a tinta utilizada. Hoje digita o código e sai a tinta correta”, celebra Marcel.

Fonte: Portal Educadora

Últimas Notícias